No dia 26 de dezembro de 1972, uma poderosa força de 120 bombardeiros Boeing B-52 Stratofortress da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) decolaram para atacar Thái Nguyên, o complexo Kinh No, as ferrovias Duc Noi, pátios ferroviários e instalações militares de Hanói e Haiphong, além de uma área de armazenamento de veículos militares em Văn Điển, durante a Operação Linebacker II, nos estágios finais da participação norte-americana na Guerra do Vietnã.

As decolagens dos B-52 obedeciam a técnica MITO (“Minimum Interval TakeOff” – “Mínimo Intervalo entre as Decolagens”) e eram feitas com intervalos de poucos segundos entre as aeronaves.

Dos B-52, 78 decolaram da Base da USAF de Andersen, em Guam, o maior lançamento de combate individual na história do Comando Aéreo Estratégico (SAC) da USAF, enquanto outros 42 vieram da Tailândia, na base da Real Força Aérea Tailandesa de U-Tapao. Os bombardeiros foram apoiados por 113 aeronaves táticas que forneceram escolta, supressão contra mísseis antiaéreos (SAM) “Wild Weasel”, lançamentode “chaffs” e “flares”, além de pesado suporte de contramedidas eletrônicas (ECM).

Caças de escolta e “Wild Weasel” F-4 e F-105 são reabastecidos por uma aeronave Boeing KC-135 Stratotanker.

O sistema de defesa aérea norte-vietnamita foi sobrecarregado pela quantidade de aeronaves que teve que rastrear em tão pouco tempo e por uma densa cobertura de “chaffs” depositada pelos caças-bombardeiros táticos. Cerca de 250 SAMs foram disparados entre os dias 18 a 24 de dezembro e a falta de recursos no inventário norte-vietnamita restante mostrou-se evidente, já que apenas 68 mísseis foram disparados durante a missão. Um B-52 foi abatido perto de Hanói e outra aeronave avariada conseguiu voltar para U-Tapao, onde caiu pouco antes de alcançar a pista. Apenas dois membros da tripulação sobreviveram.

Um B-52D bombardeia posições no Vietnã do Norte.

O bombardeio foi o maior ataque de B-52 da História e creditado por trazer novamente os norte-vietnamitas à mesa de negociações, culminando nos Acordos de Paris, em março de 1973. O Presidente Richard Nixon estava trabalhando contra o prazo de 3 de janeiro. O que pesava em sua mente era o fato de que o 93º Congresso entraria em sessão no dia 3 de janeiro de 1973, e assim ele temia que o Poder Legislativo, de ampla maioria democrata, se antecipasse à promessa de “paz com honra” ao decidir pelo fim abrupto da guerra.

Andersen AFB na época da Operação Linebacker II, com dezenas de bombardeiros B-52 e aeronaves de reabastecimento KC-135 no pátio.
Pilotos e tripulantes de B-52 e KC-135 em Andersen AFB são mostrados durante o briefing antes de uma missão durante a Operação Linebacker II.
Dezenas de bombas são preparadas para serem transportadas até um B-52D em Andersen AFB.
Uma ponte no Vietnã do Norte é atingida em cheio durante um ataque de B-52 durante a Operação Linebacker II.

IMAGEM DE CAPA: Decolagem de vários B-52, de Andersen AFB, Guam. A grande quantidade de fumaça se deve a injeção de água nos motores J57 para aumentar a potência durante a decolagem.

Vídeo representando como foi a Operação Linebacker II em 1972 nos céus do Vietnã do Norte.
Vídeo mostrando um B-52 abatido durante a Operação Linebacker II, com um sobrevivente capturado pelos norte-vietnamitas.

FONTES: Wikipédia e Facebook do Canal Militarizando.