Embora muito se fale sobre o ataque dos submarinos alemães durante a Segunda Guerra Mundial, o primeiro torpedeamento confirmado na costa do Brasil coube a um submarino italiano, que juntamente com a Alemanha e o Japão, eram os principais membros do Eixo.

No dia 25 de fevereiro de 1942 o submarino italiano “Enrico Tazzoli” torpedeou e afundou o cargueiro inglês “Queen City”, ao largo da costa do Maranhão, dando início a uma série de ataques.

A moderna frota de Submarinos italianos (“Sommergibile”), reunidos no início da Segunda Guerra Mundial, dentre eles podemos destacar o “Archimede”, o “Enrico Tazzoli” e o “Pietro Calvi”, que operaram no litoral brasileiro, aparecem na imagem.

Outras atividades dos submarinos italianos, em ataques coordenados pela poderosa Base de Submarinos da Real Marinha Italiana (“Regia Marina”) em Bordeaux, França (chamada de BETASOM), que resultaram em diversos afundamentos na costa brasileira, também foram registrados.

Submarino italiano “Barbarigo”

– Afonso Pena (navio brasileiro afundado no dia 02/03/1943 ao largo de Porto Seguro, Bahia);

– Charlbury (navio inglês afundado no dia 29/05/1942 na costa da Paraíba, em alto mar);

– Monte Igueldo (navio espanhol afundado no dia 24/02/1943 a cerca de 300 Km da costa do Rio Grande do Norte, em alto mar);

– StagHound (navio norte-americano afundado no dia 25/03/1943 a cerca de 320 Km da costa da Bahia).

Submarino italiano “Pietro Calvi”

– Backis (navio norueguês afundado no dia 10/04/1942 na costa entre o Ceará e o Rio Grande do Norte, a cerca de 150 Km do litoral);

– Bem Brush (navio panamenho afundado no dia 11/04/1942 na costa entre o Ceará e o Rio Grande do Norte, a cerca de 160 Km do litoral);

– Eugene V. R. Thayer (navio norte-americano afundado no dia 09/04/1942, na cidade de Acaraú, ao largo da costa do Ceará);

– Stavanca Calcuta (navio panamenho afundado no dia 04/12/1942, a cerca de 35 Km da cidade de Maceió, Alagoas).

Submarino italiano “Enrico Tazzoli”

– Dona Aurora (navio norte-americano afundado no dia 25/12/1942 a cerca de 300 Km do litoral do Ceará, em alto mar);

– Empire Hawk (navio inglês afundado no dia 12/12/1942 a mais de 350 Km do litoral do Maranhão);

– Ombilin (navio holandês afundado no dia 12/12/1942 a mais de 400 Km do litoral do Maranhão).

O submarino “Archimede”, retornando ao BETASOM depois de mais uma Patrulha. Ele seria afundado no Brasil em 1943.

A “Regia Marina” no entanto perdeu um submarino no litoral brasileiro, que foi o Archimede, afundado no dia 15/04/1943 a cerca de 185 Km da Ilha de Fernando de Noronha, em alto mar, por aeronaves Consolidated PBY-5A Catalina, pertencentes ao Esquadrão VP-83 da Marinha dos Estados Unidos (US Navy). Apesar de alguns marinheiros italianos terem sobrevivido e sido avistados pelos norte-americanos, apenas um sobrevivente foi encontrado, quase 30 dias depois do acidente, no então Território do Amapá.

A ação dos submarinos italianos no Brasil cessou com a rendição da Itália, em setembro de 1943, e o fim das atividades do BETASOM.

IMAGEM DE CAPA: Um submarino italiano navega em algum lugar do Oceano Atlântico ostentando a antiga bandeira do Reino da Itália, durante a Segunda Guerra Mundial.

FONTES: Wikipédia e Facebook do Canal Militarizando.