A Corrida do Canal (“The Channel Dash”, em alemão: “Unternehmen Zerberus”, “Operação Cérbero”) foi uma espetacular operação aeronaval alemã durante a Segunda Guerra Mundial, realizada entre os dias 11 e 13 de fevereiro de 1942.

Uma flotilha da Kriegsmarine (Marinha de Guerra Alemã) compreendendo os dois encouraçados (ou cruzadores de batalha pesados) da Classe Scharnhorst (o Scharnhorst e o Gneisenau), o cruzador pesado Prinz Eugen (da Classe Admiral Hipper) e suas escoltas, composta principalmente por destróieres, foram evacuados de Brest, na França ocupada, para os portos alemães.

A curta e surpreendente rota subindo o Canal da Mancha entre a Inglaterra e a França foi preferida a um desvio ao redor das Ilhas Britânicas para total surpresa dos ingleses e com pesada cobertura aérea da Luftwaffe (a Força Aérea Alemã). A movimentação somente foi detectada pelo Alto Comando Britânico, 13 horas após os navios terem zarpado.

Em vão as baterias costeiras tentaram disparar sobre a posições estimadas, mas sem êxito. Devido ao mau tempo (que favoreceu bastante os alemães na “corrida”‘) o Comando de Bombardeiros, ficou incapaz de enviar aeronaves, somente um pequeno número de aeronaves navais Fairey Swordfish foram capazes de lançar algumas cargas, mas sem resultado.

Apesar de alguns danos sofridos pelos navios, principalmente por terem colidido com minas, os navios conseguiram atingir os portos alemães praticamente intactos, desmoralizando os ingleses, mesmo no fundo a operação tendo sido um alívio para eles, pois deu aos militares britânicos uma oportunidade de respirar pois os grandes navios alemães não estavam mais tão próximos deles.

Foi uma das poucas operações em que a Kriegsmarine e a Luftwaffe atuaram em conjunto durante a guerra.

Um caça Messerchmitt Bf 109 da Luftwaffe sobrevoa o encouraçado KMS Scharnhost.
A Lufwaffe acompanhou os navios da Kriegsmarine praticamente em toda a extensão do Canal da Mancha durante a “Corrida do Canal’.
O Scharnhost e o Gneisenau vistos juntos cruzando o Canal da Mancha em alta velocidade durante a Corrida do Canal.
Muitos destróieres da “Classe Z” escoltaram os grandes navios alemães que participaram da Corrida do Canal.
O cruzador pesado KMS Prinz Eugen em alta velocidade durante a Corrida do Canal.

IMAGEM DE CAPA: Dois caças Foche-Wulf Fw 190 “Würger” da Luftwaffe sobrevoam os dois encouraçados da Classe Scharnhorst (KMS Scharnhorst e o KMS Gneisenau) durante a “Operação Cérbero”. A perfeita coordenação entre as duas armas alemãs (Kriegsmarine e Luftwaffe) foi fundamental para o sucesso da operação.

FONTES: Wikipédia e o Facebook do Canal Militarizando.